Núcleo Jovem de Comunicação de Barão de Cocais realiza sessões de cineclubismo

11 / Fevereiro / 2017 — 1:23 — DestaquesInstitucional

Desde o ano de 2015, os jovens do Núcleo Jovem de Comunicação de Barão de Cocais, do projeto Proteger é Preciso (PEP), têm demonstrado interesse na arte do cinema de rua. A partir de oficinas formativas, o grupo de jovens, autodenominados como Jovens de Atitude, vem construindo metodologias para realizar o cinema de rua na vizinhança do bairro Dois Irmãos, local onde funciona o Núcleo.

Em 2016, os jovens participaram de uma formação de cineclubismo e audiovisual do projeto Cineclube Vem de Trem, que foi a inspiração para o projeto coletivo do Núcleo, uma das atividades do PEP. O projeto tem como objetivo utilizar os espaços públicos para além da socialização. A ideia é levar informações e proporcionar momentos culturais para a comunidade em geral. Assim, surgiu o projeto “Jogando no Muro”, no qual o jovens levam para estes espaços filmes e produções elaboradas por eles.

Em outubro, os jovens realizaram  sessões experimentais na Escola Municipal Norma das Graças Horta – local em que funciona o Núcleo de Comunicação, no bairro Dois Irmãos. Todo o processo, do agendamento com a escola parceira ao manuseio dos equipamentos e a curadoria dos filmes, foi feito pelos próprios jovens. As próximas sessões acontecerão em espaços abertos ao público, e também já estão pré agendadas.

Núcleo Jovem de Comunicação

O Núcleo Jovem de Comunicação é parte do programa Proteger é Preciso (PEP). Uma iniciativa da Vale e da Fundação Vale, em parceria com a Oficina de Imagens, o Proteger é Preciso tem como objetivo fortalecer a capacidade de mobilização e participação de adolescentes, jovens e representantes de organizações sociais para o desenvolvimento de ações de prevenção e enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes.

Desde maio de 2016, o PEP está apoiando os núcleos no desenvolvimento de um projeto coletivo de interesse dos jovens, que na maioria das vezes é motivado por questões sociais do território. Os projetos são de natureza variada, como a criação de uma biblioteca comunitária, a formação de grupos de cineclube e ocupação de espaços públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *