Cineclube Sabotage

Apresentação

Cineclube Sabotage realiza sessões de cinema comentadas em escolas públicas municipais de Belo Horizonte (MG), promovendo o acesso à produção cinematográfica brasileira do circuito não comercial para a construção de uma cultura de cinema articulada à educação para direitos humanos. Iniciado em 2009, o projeto tem caráter permanente na Escola Municipal Professora Alcida Torres, no bairro Taquaril, e faz parte da dinâmica da comunidade escolar, já tendo realizado cerca de 400 sessões. Com essas ações, a Oficina de Imagens soma esforços para fortalecer a rede cineclubista do estado de Minas Gerais e proporcionar interfaces entre cinema e educação. O Cineclube Sabotage é uma iniciativa da Oficina de Imagens, fomentada através do projeto ComunicaEscola realizado em parceria com UNICEF e Bristsh Telecom, e é atualmente realizada através do Fundo Estadual de Cultura de Minas Gerais e Fundo Municipal de Cultura de Belo Horizonte.

Ações – 2014

Diálogos entre Cinema e a Educação

– Sessões semanais, às quintas-feiras, na Escola Municipal Alcinda Torres, seguidas por debates e oficinas culturais para crianças, jovens e adultos. A atividade conta com a participação de adolescentes da comunidade que atuam como monitores na produção das sessões, que se envolvem também em processos contínuos de formação sobre as técnicas de produção audiovisual e a prática cineclubista, para serem mobilizadores e referência dessas ações na comunidade escolar;
– Dezoito sessões de cinema seguidas por debates e oficinas culturais para estudantes em escolas das nove regionais de Belo Horizonte, além de rodas de conversa com gestores, professores e agentes culturais para o estimulo à criação de cineclubes nas unidades de ensino;
– Realização de um seminário sobre cinema, cineclubismo e educação;
– Criação de um hotsite contendo um guia sobre cinema e educação com passo-a-passo sobre como montar um cineclube na escola, material que busca contribuir para discussão, disseminação e ampliação de práticas cineclubistas.

Cineclubes em Conexão

Para ampliar a sua atuação do projeto no estado, promove o intercâmbio, a difusão de informações e a troca de experiências entre cineclubes para a produção do Guia Cineclubismo e Educação em Minas Gerais, além de fortalecer a atividade cineclubista em três municípios – Belo Horizonte, Taiobeiras e Caratinga.

Cineclube vem de Trem

Viabilizado com recursos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, o Projeto “O Cineclube vem de Trem” tem como foco a disseminação do Cineclubismo no interior do Estado de Minas Gerais, partindo do princípio de que, com a prática cineclubista, muito além de promover a exibição de filmes, contribui para o fortalecimento e a expansão do movimento cultural do cinema e do cineclubismo, alinhando arte, cultura e educação, principalmente em municípios de pequeno e médio porte que carecem de espaços alternativos para vivenciar a experiência cinematográfia.

“O Cineclube vem de Trem” acontece nos municípios mineiros de Barão de Cocais, Belo Horizonte, Nova Era e Itabira” e, durante cinco dias, serão realizados circuitos culturais com rodas de conversa sobre cineclubismo para atores culturais e instituições interessadas, além de oficinas de audiovisual para jovens e adolescentes. Ao final de cada circuito cultural os participantes são convidados a produzir uma sessão de cinema em algum espaço público da cidade, com exibição de vídeo-ensaios produzidos pelos jovens e outros filmes de produção nacional

Pensando na continuidade das ações e no fomento à prática cineclubista e à cultura do cinema, é proposto aos participantes de cada município a criação de um “Coletivo Cineclubista”, com entrega de um “kit Cineclube” para que seja possível dar início as atividades em cada território.

Públicos

As sessões do Cineclube Sabotage são destinadas a crianças, adolescentes, jovens e adultos, estudantes dos 1º, 2º e 3º Ciclos do Ensino Fundamental, participantes do Programa Escola Integrada e do Projeto EJA – Educação de Jovens e Adultos de Belo Horizonte (MG), já tendo envolvido cerca de 13 mil pessoas desde 2009.

Produtos

O Cine X, produzido em 2012, apresenta a história do Cineclube Sabotage e suas atividades. Com roteiro e imagens feitos pelos próprios adolescentes participantes do projeto, o documentário foi produzido nas oficinas de vídeo desenvolvidas na Escola Municipal Professa Alcida Torres.

Galeria