Violência sexual não!

Apresentação

O projeto “Violência Sexual, Não!” é uma Inciativa da Oficina de Imagens e propõe ações de fortalecimento da rede estadual por meio de quatro eixos estratégicos: articulação de organizações, formação de jovens mobilizadores sociais, distribuição de conteúdo sobre a prevenção e a autoproteção da violência sexual e a mobilização social de adolescentes e visando à informação para o fortalecimento da rede e o enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes.

A primeira versão do projeto foi desenvolvida de 2013 a 2015, com adolescentes, gestores educadores, equipamentos da Assistência Social e comunidade escolar de 23 municípios do Vale do Jequitinhonha e Norte de Minas. As atividades alcançaram mais 2.000 pessoas, através das diferentes parcerias e ações realizadas.

A nova fase do projeto Violência Sexual, Não!, assim como a anterior, conta com recursos do Fundo da Infância do Conselho Estadual dos Direitos de Crianças e Adolescentes. As ações ocorrerão em oito municípios de Minas Gerais pertencentes à Região Metropolitana de Belo Horizonte, com foco nas cidades de Betim, Belo Horizonte, Contagem, Nova Lima, Ribeirão das Neves, Santa Luzia, Sabará e Vespasiano. Nesse novo ciclo, o objetivo geral continua sendo o de contribuir para o fortalecimento a rede de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes no Estado de Minas Gerais, através de ações de educomunicação com diferentes públicos.

Ações

Articular as organizações sensíveis ao enfrentamento da violência sexual, para intercambiar metodologias e fortalecer uma rede de cooperação mútua. As organizações também contribuirão para incentivar a participação dos adolescentes nas atividades do projeto, para que se tornem mobilizadores sociais.

Formar um grupo de 40 adolescentes como mobilizadores sociais para a prevenção da violência sexual contra crianças e adolescentes e sua autoproteção.

Distribuir material pedagógico de comunicação (cartilhas e vídeos) qualificado para a prevenção da violência sexual contra crianças, adolescente e jovens, em uma linguagem popular, capaz de informar e promover a cultura da vivência da sexualidade saudável, segura e protegida. Esse material além de ser útil às crianças, aos adolescentes e aos jovens também é útil às famílias e aos educadores.

Mobilização social dos adolescentes e comunidades, visando informar sobre a prevenção, a autoproteção, a identificação dos casos, os mecanismos de denúncia e o fluxo de atendimento dos casos de violência sexual.

Falar de enfrentamento à violência sexual é falar de direitos humanos, é falar do desenvolvimento da sexualidade de crianças e adolescentes de maneira saudável, segura e protegida. É dizer da importância da participação popular e do fortalecimento do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente (SGD) para que seja realizado um trabalho que possa ser preventivo e, ao mesmo tempo, possa interromper trajetórias de violências.

Produtos

Produzida em 2014 pela Oficina de Imagens, a publicação “Eu digo NÃO à violência contra meninas e meninos!” busca orientar famílias, responsáveis e adultos em geral na tarefa de proteger meninas e meninos das diferentes formas de violência, em especial as violências sexuais.

Voltada para adolescentes, a cartilha “Violência Sexual, Não!” aposta na informação de qualidade como uma forma de contribuição para que os jovens possam desenvolver sua sexualidade de forma saudável e segura.

Galeria