Participação em Fóruns e Redes

A Oficina de Imagens participa das seguintes redes e articulações:

Ação Cine Mais Cultura – Ministério da Cultura

É uma entidade cultural civil, sem fins lucrativos, de abrangência nacional e representativa dos cineclubes e entidades estaduais cineclubistas brasileiras filiadas. Os principais objetivos da instância são: organização do público e a defesa de seus direitos;  o fomento, apoio e fortalecimento de atividades de caráter cineclubista;  a defesa das identidades e diversidades culturais; a universalização do acesso à informação, à cultura e aos bens culturais; a defesa dos direitos humanos e do pleno exercício da cidadania.

Coletivo de Cineclubistas de Minas Gerais

Trata-se de uma instância cujo objetivo é articular e mobilizar os Cineclubes do estado de Minas Gerais.

Comitê Mineiro do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação

O FNDC congrega entidades da sociedade civil para discutir e mobilizar a sociedade em prol da democratização dos meios de comunicação no país. O Comitê Mineiro tem o papel de articular as ações em Minas Gerais, assim como colocar em debate agendas específicas desse Estado.

Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes

Instância Nacional de representação da sociedade civil brasileira que tem como objetivo monitorar, avaliar e implementar o Plano Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e adolescentes.

Fórum Interinstitucional de Enfrentamento à Violência Doméstica, Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes do Estado de Minas Gerais (FEVCAMG)

O Fórum é uma instância estadual mista entre sociedade civil e governo para monitoramento e avaliação das ações de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes. O objetivo é coordenar a implementação das ações do Plano Operativo Local e envolver atores de diversas atuações no enfrentamento à violação de direitos de meninos e meninas em Belo Horizonte.

Fórum das Juventudes da Grande BH

Criado em 2004, o Fórum é uma rede que defende os direitos da juventude e luta pela construção de  políticas públicas com esta perspectiva.  Composto por uma ampla articulação de entidades, movimentos e grupos da sociedade civil, o Fórum é suprapartidário e não confessional.

Fórum Permanente do Sistema de Atendimento Socioeducativo de Belo Horizonte

Uma iniciativa do Ministério Público do Estado de Minas Gerais, através da Promotoria de Justiça de Atos Infracionais da Capital, o Fórum articula diversos setores da rede de atendimento e organizações que atuam na promoção de direitos de crianças e adolescentes para debater o sistema socioeducativo de Belo Horizonte.

Frente de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente – MG (FDDCA-MG)

A Frente trabalha na articulação e mobilização da sociedade civil no Estado pela promoção e defesa dos direitos humanos de crianças e adolescentes. Ela atua por meio de ações de formação, mobilização, repasse de informações, e orientações; incidência nas políticas públicas e estaduais, especialmente através do monitoramento do orçamento.  É composta por entidades, frentes e fóruns regionais e municipais.

Rede ANDI Brasil

É uma articulação entre dez organizações de diferentes unidades da federação que desenvolvem iniciativas com foco na interface entre comunicação e garantia dos direitos de meninos, meninas e jovens. As organizações desenvolvem trabalhos voltados para a inserção do tema da infância e da adolescência na agenda pública, pautando e dando suporte à produção de notícias e reportagens que abordam o assunto. A Rede também atua junto a outras organizações sociais e ao Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente, auxiliando na elaboração de planos de comunicação e em outras atividades que facilitem o diálogo dessas instituições com os seus públicos e com a imprensa.