Uruguai diz ‘não’ à redução da maioridade penal

03 / novembro / 2014 — 15:09 — Giro de Notícias

No dia 26 de outubro, os uruguaios foram às urnas decidir, em plebiscito, se o país deveria reduzir a maioridade penal de 18 para 16 anos. 53% disseram ‘não’ para a proposta de redução. A campanha No a la baja buscou mobilizar o Uruguai contra a redução da maioridade penal. Vale a pena conferir os materiais produzidos e os argumentos e informações que a campanha levantou (issuu.com/noalabaja e www.youtube.com/user/Noalabaja).

O Brasil também está às voltas com essa discussão. Várias propostas sobre o tema já chegaram ao Congresso Nacional e um dos candidatos à Presidência defendeu abertamente a redução nesta eleição. O Movimento 18 Razões para a NÃO redução da maioridade penal, que articula entidades defensoras dos direitos da criança, do adolescente e da juventude, é uma das redes envolvidas no debate. Eles elencam 18 motivos que apontam por que a redução da maioridade penal não é o melhor caminho.

A segunda edição da revista Rolimã também discutiu o tema na reportagem Redução da maioridade penal para adolescentes: os riscos do oportunismo, escrita por Carlos Jáuregui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *